Félix da Costa: “nunca duvidei do meu potencial”

Após primeira vitória no DTM, português diz que nunca duvidou de si e que as dificuldades que enfrentou no primeiro ano na categoria fizeram dele um piloto melhor

Após uma temporada e meia no DTM, António Félix da Costa conquistou a primeira vitória da carreira na competição na segunda corrida da rodada dupla em Zandvoort, realizada no último final de semana. O caminho percorrido até o triunfo, entretanto, não foi fácil. Quando estreou, o português começou bem, mas as dificuldades logo apareceram, segundo o próprio relata.

“Quando eu cheguei ao DTM, há um ano e meio, tudo parecia simples. O carro era fantástico, a BMW era muito forte e eu imediatamente comecei a lutar pelas primeiras posições. No entanto, problemas surgiram, passei a enfrentar dificuldades para encontrar o melhor acerto do carro e, com isso, não consegui mostrar para a equipe do que eu era capaz”, reconheceu o piloto, que destacou ainda como lidou com os problemas enfrentados.

“A segunda metade de 2014 foi difícil, mas durante o inverno (europeu), eu parei para analisar a minha situação”, revelou Félix da Costa. Por fim, o piloto da BMW afirmou que em nenhum momento colocou a própria capacidade em questão e que os problemas enfrentados fizeram com que ele evoluísse profissionalmente.

“Nunca duvidei do meu potencial para andar na frente e vencer corridas se todos os aspectos determinantes para isso estivessem no lugar certo. Foi o caso aqui (em Zandvoort), quando finalmente pude provar do que sou capaz. As disputas no meio do pelotão e as dificuldades enfrentadas durante as corridas fizeram com que eu evoluísse enquanto piloto do DTM. É algo pelo qual você precisa passar para se tornar mais forte”, finalizou.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias DTM
Pilotos Antonio Felix da Costa
Tipo de artigo Últimas notícias