A Fórmula 1 ainda é para homens de verdade, defende Kvyat

Russo rebate declarações de ex-empresário de Schumacher, que chamou atuais pilotos de "fracos"

O russo Daniil Kvyat não gostou nada das declarações do ex-empresário de pilotos como Michael Schumacher, Willi Weber, de que os pilotos da Fórmula 1 não são mais tão corajosos quanto no passado.

[publicidade] “Quem quer ver os fracos de hoje em dia chorando no rádio?”, disse o alemão ao Bild. “Não há mais personagens como Ayrton Senna, Jacques Villeneuve ou Michael Schumacher. Eles não reclamariam no rádio, mas sim davam a resposta na pista.”

O piloto de 20 anos, que estreia nesta temporada na Fórmula 1, pela Toro Rosso, disse não concordar com a postura de Weber. “A coragem é sempre uma parte importante no esporte a motor”, disse à Omnicorse. “Não gosto quando dizem que os pilotos de hoje não assumem riscos e que nós, em comparação com os pilotos dos anos 80, não somos homens de verdade. Tudo isso é besteira.”

Kvyat também defendeu mudanças como a que foi feita recentemente em Monza, na curva Parabolica, que teve a área de escape asfaltada para garantir maior segurança aos pilotos.

“Quando você está a 340km/h e perde os freios você acaba no muro, mesmo se tivesse 100m de área de escape de asfalto. O risco não pode ser apagado da Fórmula 1. Se eles tivessem mantido as áreas de escape de brita veríamos pilotos se machucando todo final de semana. Então é certo fazer tudo para melhorar a segurança das pistas e carros”, defende.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias