"A Fórmula 1 é um negócio", critica a mãe de Bianchi

Christine elogia tratamento, mas lamenta que "algumas pessoas dizem coisas para fugir de responsabilidades"

Acompanhando o filho Jules há 12 dias internado em estado crítico no Japão, Christine Bianchi demonstrou descontentamento com a forma como a Federação Internacional de Automobilismo está agindo na reação à batida do piloto da Marussia, que sofreu uma lesão axonal difusa no cérebro e ainda corre risco de morte.

[publicidade] Questionada se recebia pressões para manter o silêncio sobre o acidente em entrevista à TV francesa RTL, Christine Bianchi se limitou a dizer que "a Fórmula 1 é um negócio. Um grande negócio."

A mãe do piloto de 25 anos, contudo, destacou o tratamento que filho vem recebendo. "Jules está sendo bem tratado. O hospital é perfeito, os médicos aqui são excelentes, preparados, respeitosos e carinhosos", disse Christine. "Não posso dizer nada além da questão das críticas. Você sabe, algumas pessoas dizem coisas para fugir de suas responsabilidades."

Christine se refere às condições em que o acidente ocorreu: sob uma chuva que se intensificava, Bianchi escapou da pista e bateu em um trator que estava na área de escape resgatando outro carro que havia perdido o controle na volta interior. A direção de prova foi criticada por não ter adotado procedimentos de segurança maiores, como a entrada do Safety Car.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias