A Pirelli deve ser mais conservadora em 2014, diz Hembery

Diretor de automobilismo da marca defende que as equipes precisam focar em dominar novos motores, e não borracha

A Pirelli pretende deixar de ser um motivo para dor de cabeça das equipes na próxima temporada. Como haverá uma série de mudanças técnicas, capitaneadas pelo novo motor V6, a fornecedora promete uma abordagem menos agressiva.

Isso, caso o contrato atual seja renovado. A Pirelli está na Fórmula 1 desde 2011, quando chegou com a promessa de fornecer pneus menos duráveis para aumentar a emoção das corridas.

“Vamos provavelmente ser muito conservadores ano que vem, se pudermos”, afirmou Paul Hembery, diretor esportivo da marca, à ESPN. “Falamos conservadores mas podemos descobrir que há tanto torque que se torna agressivo em relação ao conservadorismo deste ano – mas acreditamos que, com todas as mudanças com as quais as equipes terão de lidar, provavelmente teremos de lhes dar um ano para que eles lidem com seus novos desafios e tudo se acalme.”

Assim, Hembery defende que os pneus deixem de ser um fator tão importante na próxima temporada. “Acho que ano que vem será para acalmar as coisas, porque ninguém vai querer que os pneus sejam motivo de confusão com as equipes tentando dominar a nova unidade de potência.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias