"A Renault se atrapalhou neste ano", lamenta Romain Grosjean

Problemas com a unidade de potência minaram o ano da Lotus e fizeram time mudar para a Mercedes para 2015

A Lotus foi a equipe que mais sofreu com as alterações de regulamento de 2013 para 2014. De uma temporada em que chegou a vencer e somar pódios, o time amargou a nona colocação no mundial de construtores. Muito dessa queda teve a ver com a dificuldade em lidar com os problemas relacionados à unidade de potência da Renault, que atrasou a programação do time desde os testes de pré-temporada.

[publicidade] “Eles vão melhorar, eles sempre conseguiram fazer bons motores. Mas se atrapalharam neste ano”, admitiu um dos pilotos da Lotus, Romain Grosjean. “O motor estava pior no início do ano, mas eles melhoraram o tanto quanto podiam. Foi um trabalho duro, mas a Mercedes fez um grande trabalho neste ano – ainda que eles tenham como melhorar e os outros vão continuar perseguindo-os porque eles seguirão na frente.”

A confiança de que o domínio da Mercedes, visto na temporada 2014, irá continuar é tanta que a Lotus decidiu trocar de fornecedor de unidade de potência para 2015. E Grosjean espera uma história diferente.

“Acho que o principal é compreendermos no primeiro teste tudo o que entendemos só em agosto deste ano. Precisamos saber o que o carro está fazendo e suas características e de cara saber onde podemos melhorar, ao contrário deste ano, em que não sabíamos onde podíamos melhorar na época dos testes de pré-temporada. Depois vimos que nossa refrigeração era ruim e trabalhamos nisso, e depois vimos que o túnel de vento não estava mostrando quais eram nossos problemas. Sabemos que podemos entender tudo mais rapidamente e ver as áreas em que podemos melhorar logo de cara.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias