"Abandono de Cingapura foi difícil de engolir", admite Rosberg

Alemão tenta se reerguer depois de baque e recuperar liderança do campeonato no GP do Japão

Ainda remoendo o abandono no GP de Cingapura, quando uma contaminação fez com que os cabos que transmitem as informações do volante para a central eletrônica falhassem, tornando impossível selecionar comandos simples, como as marchas, Nico Rosberg acredita que tenha passado por seu momento mais difícil no ano. Afinal, com a quebra, perdeu a liderança do campeonato para o companheiro Lewis Hamilton, que venceu e abriu três pontos.

[publicidade] “Cingapura foi provavelmente o momento mais duro para mim neste ano. Ter a chance de um grande resultado basicamente tirada de mim antes mesmo da largada foi difícil de engolir e, é claro, perdi muitos pontos no campeonato. Não posso duvidar do esforço do time, contudo. Tenho fé em meus colegas para melhorar a confiabilidade e sei que eles vão acertar.”

Mas o alemão tem a chance de retomar a ponta no próximo final de semana, no GP do Japão. “Suzuka é definitivamente uma das melhores pistas do mundo. Os fãs, também, são inacreditáveis. Eles nos apoiam muito – enquanto equipe e individualmente – então todos gostamos muito de ir para lá. Estou animado para este final de semana – particularmente com o carro que temos, que deve nos dar uma boa chance de um grande resultado.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias