Acidente que levou Alonso ao hospital "foi estranho", diz Vettel

Alemão estava logo atrás do espanhol quando o bicampeão perdeu o controle de sua McLaren; empresário nega desmaio

A manhã do último dia da segunda bateria de testes da pré-temporada em Barcelona, na Espanha, terminou mais cedo depois de um forte acidente com Fernando Alonso, da McLaren. Atendido pela ambulância na pista, o espanhol foi levado de helicóptero ao hospital mais próximo para passar por exames.

[publicidade] O acidente aconteceu 15 minutos antes do final da sessão matutina. Alonso perdeu o controle de sua McLaren ao final da curva 3, a mais rápida do circuito, e bateu no muro lateralmente.

Porém, as imagens do MP4-30 mostram poucos danos no carro, o que, combinado com a baixa velocidade da batida em si, levantou a suspeita de que o piloto teria perdido a consciência antes de se chocar com o muro. A informação foi desmentida pelo empresário do piloto, Luiz Garcia Abad. "Desmentimos que ele estivesse passando mal antes do acidente. O carro ganhou aderência, havia um vento tremendo e ele se chocou com o muro."

Horas depois, quando o teste havia recomeçado, Carlos Sainz também se acidentou na saída da curva 3 e chegou a ser levado ao Centro Médico. O espanhol também justificou ter perdido o controle de sua Toro Rosso após "um golpe de vento."

Sebastian Vettel, que vinha logo atrás do espanhol com sua Ferrari, testemunhou a batida. “A velocidade era baixa – talvez algo em torno de 150km/h. Então ele virou para a direita em direção ao muro. Foi muito estranho”, afirmou o alemão.

De acordo com a McLaren, Alonso “está bem, consciente e conversando com os médicos”. Porém, depois de ser atendido no Centro Médico do Circuito da Catalunha, foi encaminhado ao hospital para fazer "exames de precaução, como é de praxe nestas situações", ainda segundo a equipe inglesa. Horas depois, o time divulgou que os exames não apresentaram nenhum resultado anormal.

O chefe da McLaren, Eric Boullier, afirmou que "Fernando passou por um check-up. Tudo está bem e ele vai passar a noite em observação."

Até aquele momento, Alonso, que cederia o carro ao companheiro Jenson Button no período da tarde, tinha dado 20 voltas e ocupava a quinta colocação. Devido ao acidente, contudo, a McLaren decidiu encerrar seu teste.

O líder pela manhã foi outro espanhol, Carlos Sainz, com a Toro Rosso, seguido de Vettel, Nico Hulkenberg (com a Force India de 2014) e Nico Rosberg.  Também escalado para hoje, Felipe Nasr não marcou tempos pela manhã. A Sauber divulgou que tem problemas técnicos.

Esta é a penúltima sessão de testes de pré-temporada. Uma bateria de quatro dias será realizada também em Barcelona no final do mês de fevereiro. A temporada começa dia 15 de março, na Austrália.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias