Adolescente completa 400 km e é liberado para adquirir Superlicença para F1

Verstappen andou 148 voltas com uma versão de 2012 da Toro Rosso

Verstappen foi elogiado após o teste da última quarta-feira
A principal dúvida sobre Max Verstappen e a Fórmula 1 sanou na última quarta-feira. O piloto holandês de apenas 16 anos completou 400 km guiados com a versão 2012 do carro da Toro Rosso e alcançou a quilometragem necessária para obter a Superlicença, documento necessário para pilotar na categoria máxima do automobilismo.
 
[publicidade] Na última quarta-feira, Verstappen completou 148 voltas em Adria e totalizou os 400 km, 100 km a mais do que o exigido para a Superlicença. O adolescente holandês guiou com pista molhada no início da sessão, mas, aos poucos, as condições permitiram ao jovem andar com pneus lisos.
 
“Foi uma boa chance para trabalhar com Xevi Pujolar, que será meu engenheiro no próximo ano, bem como ter uma ideia de me acostumar com todos os botões no volante. Penso que correu tudo bem e mal posso esperar para regressar à Fórmula 1 o mais rápido possível”, disse o holandês após o teste.
 
A sessão de Max Verstappen impressionou a chefia da Toro Rosso, equipe responsável por promover a ida do adolescente como titular para a próxima edição do Mundial de F1.
 
“O Max efetuou um trabalho muito bom e deu a impressão que pilotava um carro de F1 há algum tempo. Ele não cometeu erros, mostrou confiança e atendeu a todas as recomendações. Lidou muito bem no seu primeiro teste”, disse Steve Nielsen, diretor esportivo da equipe, antes de ser corroborado pelo futuro engenheiro de Verstappen.
 
“Ele estava muito focado e preciso, aprendeu rapidamente, sem questionar muito. Quando andamos com o pneu lido, Verstappen acostumou-se à pista seca e foi veloz. Para o primeiro dia, ele foi muito impressionante”, discursou Xavi Pujolar após o primeiro dia de Verstappen.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias