Adrian Sutil critica onda dos 'pilotos pagantes' na F1

Piloto alemão deixou a F1 ao final da temporada de 2014; falta de patrocínio forte atrapalhou

Sutil estará fora do grid da F1 em 2015
Fora da Fórmula 1 em 2015, Adrian Sutil ainda se mostra ressentido. Perto do final do ano, o alemão criticou duramente a 'nova política' da categoria, a qual, muitas vezes, beneficia pilotos de patrocínios fortes na briga por um lugar no grid.
 
[publicidade]Em entrevista à revista 'Autosport', Sutil criticou duramente o 'fenômeno' dos pilotos pagantes e classificou esta realidade como 'fora de controle'.
 
"Os orçamentos que alguns pilotosestão pagando para uma temporada está fora de controlo. Esta não é a maneira como deveria ser", declarou o alemão.
 
"Esse fenômeno não é de agora e não deve terminar, mas podemos tornar isto um pouco mais equilibrado. Lembro-me quando a Minardi ou Arrows estavam na F1 ainda mais ou menos lucrativas. E existiram alguns pilotos com patrocínio, mas não era a prioridade", declarou.
 
O alemão perdeu vaga na Sauber para Marcus Ericssno e Felipe Nasr, ambos com forte apelo de patrocinadores - o próprio brasileiro admitiu a importância do apelo financeiro pelo acerto.
 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias