Alonso acredita que Williams estará forte no Bahrein

Espanhol pede melhorias na Ferrari para as corridas seguintes a deste domingo, na China e na Espanha

Assim como na Austrália, Fernando Alonso foi o quarto na Malásia, a uma boa diferença do líder. E, para o Bahrein, no próximo domingo, o piloto da Ferrari não espera nada muito diferente do que conseguiu nas duas primeiras corridas do ano.

"Para o Bahrein não haverá muito o que fazer, pois não dá para mudar o carro em cinco dias, mas para a China e Espanha é muito claro que precisamos fazer mudanças. Até agora não nada de novo em relação ao carro que estreou na Austrália”, disse o espanhol aos jornalistas em Sepang.

“No Bahrein a imagem não vai mudar muito em relação à Malásia. Os carros não irão mudar magicamente nas equipes, de modo que será mais ou menos a mesma coisa”, enfatizou.

Alonso, no entanto, acredita que as características do circuito de Sakhir podem favorecer mais alguns carros, como a Williams. "A pista é um pouco diferente, principalmente em relação às retas. Provavelmente veremos a Williams, que tem uma boa velocidade máxima, ser competitiva, como vimos nos testes com (Felipe) Massa e (Valtteri) Bottas. Então, será difícil de novo, mas de alguma forma nós sempre conseguimos terminar entre os cinco primeiros", concluiu o espanhol.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Bahrein
Pilotos Fernando Alonso
Tipo de artigo Últimas notícias