Alonso confia em "abordagem científica" da Honda e fala em título

Espanhol, que pilotará em 2015 com o quinto motor diferente na carreira, vê diferenças no estilo da Honda

Fernando Alonso acredita que a cultura japonesa possa ser o trunfo para o sucesso da parceria da McLaren com a Honda. Para o espanhol, que retorna ao time inglês nesta temporada depois de oito anos, a abordagem oriental será importante para compreender a complicada unidade de potência atualmente utilizada pela Fórmula 1, com os motores turbo V6 híbridos.

[publicidade] “Eu vi pessoas muito talentosas quando visitei a fábrica em Sakura. Vi também uma abordagem muito diferente em comparação com as demais equipes, muito mais científica e tecnológica. Acho que, com essa nova Fórmula 1, tão cheia de softwares, hardwares e interações, podemos fazer um grande trabalho com a tecnologia da Honda e a cultura japonesa de trabalho”, salientou o piloto, que já andou com motores Cosworth, Renault, Mercedes e Ferrari em sua carreira na Fórmula 1.

O espanhol, contudo, é cuidadoso ao falar das expectativas para a temporada 2015, especialmente depois da McLaren ter tido uma série de problemas no primeiro teste e não ter ultrapassado as 80 voltas em quatro dias.

“Primeiro precisamos ver qual é o real potencial do carro – só fizemos um teste e não estávamos trabalhando em nosso máximo. Quando virmos o quão rápido somos, lá pela segunda ou terceira corrida, aí poderemos estabelecer alguma meta. Queremos vencer o campeonato, não sabemos se será no primeiro, segundo ou terceiro ano, mas tomara que seja o quanto antes.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias