Alonso elogia Massa, mas vê futuro na Ferrari em aberto

Espanhol diz que sempre teve ótimos companheiros e que aprendeu bastante ao lado do brasileiro nas últimas temporadas

Alonso espera continuar como único vencedor na Coreia do Sul

Foi só Sebastian Vettel conquistar o bicampeonato que a discussão sobre mudança de time no futuro já recomeçou. A imprensa italiana repercutiu muito uma declaração de Stefano Domenicali, de que Fernando Alonso poderia aceitar o alemão como companheiro de equipe no futuro. Hoje, na coletiva da FIA, tanto o espanhol como o alemão estavam presentes, e Alonso foi questionado sobre o assunto. O asturiano fez questão de elogiar Felipe Massa, mas recorreu ao discurso de que o futuro a Deus pertence.

“Estou feliz com todos os companheiros que tive ao meu lado. Estou muito feliz com Felipe e acho que formamos um time forte. Somos pilotos diferentes, com estilos diferentes e podemos nos ajudar com o estilo de pilotagem e o approach para o fim de semana. Estou constantemente aprendendo com Felipe nestes dois anos e estou feliz. No futuro, ninguém sabe. Tenho um contrato de longa duração com a Ferrari e não sei o que vai acontecer, se manteremos Felipe ou se haverá alguma mudança no futuro. Se algum outro piloto vier, tentaremos trabalhar tão bem como fazemos agora com Felipe para tentar ajudar a Ferrari a vencer o máximo de corridas possível”.

Ano passado, em uma corrida caótica, Alonso venceu a primeira edição do GP da Coreia do Sul. O espanhol adoraria repetir o feito, mas espera melhores condições climáticas. “Ano passado foi uma corrida muito emocionante, com todas as condições que tivemos de chuva e bandeiras vermelhas. Quase terminamos à noite. Este ano, espero ver uma corrida seca, sem outros fatores”, disse Alonso, já na zona mista, ouvido pela reportagem do TotalRace.

“Com a zona de DRS, devemos ter outra corrida emocionante. O campeonato definido deixa os times e os pilotos com menos pressão e estaremos abertos a novas táticas e estratégias”, argumentou Alonso.

O ferrarista é considerado por muitos o melhor piloto do grid. Porém, já soma cinco anos sem título. Questionado sobre qual a importância das pessoas de confiança com as quais convive ao longo do ano, Alonso falou com desenvoltura. “São muito importantes. Você passa mais tempo com essas duas, três pessoas do que com sua família, porque estamos viajando o mundo todo durante 280 dias por ano com as mesmas pessoas. Eles precisam nos dar suporte, nos entender e passar confiança de que somos capazes de vencer. Se temos tempos difíceis, tempos bons também virão”.

Em Suzuka, Alonso e a Ferrari ficaram surpresos com a performance do carro. Nas quatro etapas restantes, o espanhol busca motivações distintas, e garante não mirar “carimbar a faixa” da Red Bull.

“Não pela Red Bull (motivação extra). A motivação nós encontramos em outras coisas. Na Coreia é especial porque temos apenas um GP disputado e ele tem o meu nome. Vamos para a Índia, uma corrida nova, depois a Abu Dhabi, onde jamais terminei no pódio. Enfim, cada corrida tem uma motivação diferente”.

(Colaborou Luis Fernando Ramos, de Yeongam)

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Coreia
Pilotos Fernando Alonso
Tipo de artigo Últimas notícias