Alonso espera que grid apertado provoque divisão dos pontos

Sem saber onde Ferrari está em relação aos rivais, espanhol torce para que ninguém comece o ano ganhando todas

Alonso não vê título em 2012 especial por presença de seis campeões

Mais do que uma expectativa, Fernando Alonso vive a esperança de que o campeonato comece equilibrado. Com a Ferrari tendo problemas para compreender seu novo carro, o espanhol acredita que pode se beneficiar de uma possível divisão de pontos nas primeiras etapas.

“Tomara que seja assim, isso dá mais chances para as equipes que começarem mais devagar. Os testes são apenas testes e aqui, se uma equipe chega mais bem preparada, é normal ganhar, mas não dá para descartar que as quatro primeiras corridas podem ser ganhas pelo mesmo, nem que ganhem quatro pilotos diferentes”, em entrevista acompanhada pelo TotalRace na Austrália.

Mas não que o piloto da Ferrari acredite que as vitórias não fiquem nas mãos dos pilotos de sempre. Afinal, o carro segue sendo primordial.

“A F-1 sempre foi assim. Não me lembro de campeões do mundo ou mesmo de vencedores de GP que tivessem o quinto ou sexto carro do grid. Você precisa do melhor ou do segundo para poder lutar por um campeonato.”

Um dos seis campeões mundiais que estará no grid, recorde da história da categoria, Alonso não acredita que o título de 2012 terá um valor especial por isso.

“Não acredito que o valor do campeonato mude muito. Vão lembrar quem foi campeão de 2012, não que é um campeão melhor que o ano passado ou o ano que vem. Ser campeão já é uma grande recompensa.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Austrália
Pilotos Fernando Alonso
Tipo de artigo Últimas notícias