Alonso espera ver Ferrari classificando melhor em Silverstone

Espanhol explica dificuldades da equipe, mas ressalta: "Não é culpa nem do clima, nem do pneu. A culpa é nossa"

O problema da Ferrari em classificações não é novidade: a última vez que o time italiano largou da pole position com um treino em condições normais foi no GP de Cingapura de 2010. Ano passado, Fernando Alonso conquistou duas poles em treinos marcados pela chuva.

Neste ano, como o carro ferrarista tem a tendência de preservar os pneus, há uma dificuldade em colocá-los rapidamente na temperatura ideal, o que ficou bastante claro no GP do Canadá: com os termômetros marcando 16ºC na pista, o espanhol não passou na sexta colocação no grid.

Para Alonso, a Ferrari não deve culpar o clima ou os pneus e, sim, colocar a mão na massa. “Sabemos que, em condições de frio, sofremos, assim como na chuva. Mas isso não é culpa nem do clima, nem do pneu. A culpa é nossa porque há outras equipes que estão fortes. Estamos trabalhando intensamente para colocar os pneus rapidamente na temperatura ideal.”

Para a próxima etapa, na Grã-Bretanha, o vice-líder do campeonato espera uma melhora em decorrência das características da pista.

“Silverstone é um circuito muito diferente, onde a temperatura é gerada de forma muito mais veloz em relação ao Canadá. Por isso, estamos otimistas em relação à próxima corrida.” 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Fernando Alonso
Tipo de artigo Últimas notícias