Alonso evita criticar Pirelli por sequência de mudanças

Espanhol reconhece que Ferrari sofreu com últimos compostos, mas não vê motivos não virar o jogo na Hungria

Fernando Alonso evitou criticar a Pirelli pela sequência de mudanças nos pneus nesta temporada. Para o espanhol, o trabalho da empresa italiana é fornecer compostos seguros e o das equipes, de se adaptar ao que vier.

“A Pirelli viveu uma situação difícil neste ano, sem conseguir acertar os pneus”, afirmou o piloto da Ferrari, ouvido pelo TotalRace. “Porém, por outro lado, a performance e quanto duram os pneus são iguais para todos e é um problema para cada equipe resolver e adaptar-se.”

Após o GP da Espanha, quando o próprio Alonso venceu com quatro paradas, a Pirelli foi pressionada para alterar seus compostos. A empresa, então, fez pequenas alterações na construção mas, após os estouros durante o GP da Grã-Bretanha, foi forçada a mudar mais profundamente a estrutura dos compostos.

“A Pirelli foi dando saltos de um lado a outro, mas no final é o mesmo para todos e não podemos reclamar. É você que tem de se adaptar. O que não podem acontecer são situações de perigo e, a respeito disso, são eles, os especialistas, que têm de encontrar uma solução.”

Alonso reconheceu que a Ferrari não se deu tão bem com os últimos pneus utilizados, mas não vê motivos para que o cenário mude a partir do GP da Hungria, quando os pneus voltarão a ter a construção de 2012, ainda que mantenham o composto de 2013.

“Nós nos adaptamos bem aos primeiros pneus disponibilizados e nos adaptamos pior aos últimos que eles trouxeram e agora fica a incógnita de quem vai se adaptar melhor aos pneus que vão estrear na Hungria. É um problema de cada equipe.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Fernando Alonso
Tipo de artigo Últimas notícias