Alonso foca no acerto para corrida e faz dança da chuva

Sétimo colocado na sexta-feira, espanhol acredita que água "embaralharia as cartas"; Massa tem bom dia e é quarto

Primeiro na sessão chuvosa da manhã, sétimo no treino no seco da tarde, Fernando Alonso ficou sem saber onde sua Ferrari está em relação aos rivais no primeiro dia de trabalhos no GP da Bélgica. O espanhol, que acabou andando pouco na sexta-feira, pois permaneceu muito tempo nos boxes mudando a configuração do carro, quer estudar os dados para encontrar o acerto correto para o F138. Seu companheiro, Felipe Massa, teve um dia mais normal e terminou em quarto lugar, a menos de um décimo de Romain Grosjean, mas a mais de oito das Red Bull.

“Temos que esperar amanhã, pois hoje deu para tirar poucas conclusões”, disse Alonso, único piloto da Ferrari a falar aos jornalistas hoje em Spa-Francorchamps. “Na primeira sessão, só pudemos dar três ou quatro voltas, então não deu para compreender nada. Na segunda, tínhamos bastante trabalho acumulado, testamos várias configurações aerodinâmicas, com mais ou menos carga, e agora temos todos os dados para estudar.”

Alonso destacou que a possibilidade de chuva pode mudar a abordagem das equipes para o final de semana.

“Dependendo da previsão do tempo para a classificação e para a corrida, vamos decidir amanhã se vamos colocar mais ou menos carga aerodinâmica no carro e veremos o que vai acontecer”, lembrou o espanhol, que não escondeu sua preferência por um GP chuvoso.

“Se chover, as cartas se embaralham mais e temos muitos pontos a recuperar no campeonato. Com uma corrida mais caótica, também podemos perder dentro do caos, mas são nestes momentos em que há mais risco que podemos nos dar bem.” 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Bélgica
Pilotos Fernando Alonso
Tipo de artigo Últimas notícias