Alonso minimiza quebra e fala em se colocar entre as McLaren

Piloto da Ferrari ficou boa parte do segundo treino livre nos boxes para reparos no que classificou como “peças experimentais”

Alonso andou pouco nos treinos de hoje

A sexta-feira do GP da China não foi das mais tranquilas para Fernando Alonso. O piloto da Ferrari foi o 12º no primeiro treino livre e 14º no segundo. Mesmo assim, tratou de minimizar o problema hidráulico, que fez com que não conseguisse fazer uma simulação com pneus macios na segunda sessão.

“Temos peças experimentais, normalmente nas sextas-feiras fazemos mudanças para provar peças para as próximas corridas e creio que o que aconteceu hoje foi em uma peça dessas. Ou seja, não há problemas para amanhã”, garantiu.

Ouvido pelo TotalRace, o diretor técnico da Ferrari Aldo Costa deu razão ao piloto.

“Tivemos dois problemas idênticos em pequenos detalhes hidráulicos que havíamos colocado no carro hoje. Houve um vazamento logo de cara e tivemos que trocá-los. Para isso, tivemos que tirar o assoalho e a asa traseira, então foi muito tempo perdido por um problema muito pequeno.”

Como dedicou o primeiro treino à avaliação de elementos aerodinâmicos e perdeu muito tempo no segundo, Alonso contará agora com os dados do carro de Felipe Massa para analisar o desgaste dos pneus.

Alonso acredita que as Red Bull estão acima de todos, mas vê possibilidades de se classificar entre os quatro primeiros.

“Os carros da McLaren também foram bem hoje, assim como a Mercedes. Na classificação, as coisas costumam dar certo para nós e nos metemos aí no meio. Espero melhorar a quinta colocação das últimas corridas ou pelo menos estar logo depois dos quatro grandes.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da China
Pilotos Fernando Alonso
Tipo de artigo Últimas notícias