Alonso, quarto: "Estou satisfeito por conseguir 100% do que poderia"

Espanhol afirma que fez 61 voltas de classificação em Cingapura e que depende de problemas dos outros para ganhar posições

Alonso fez outra boa largada e pulou de quinto para terceiro

Fernando Alonso se disse satisfeito mesmo tendo ficado pela primeira vez fora do pódio no GP de Cingapura. O quarto colocado acredita que tirou 100% do potencial da Ferrari durante o final de semana e creditou a posição aos problemas de Lewis Hamilton, que se envolveu em batida com Felipe Massa e teve uma corrida tumultuada.

“Estou satisfeito por ter conseguido 100% do que poderíamos fazer nesse final de semana. Na classificação, fiz uma volta perfeita. A largada foi ótima, a estratégia também. Sob todos os pontos de vista, inclusive dos pit stops, acredito que foi ótimo. Se dá para ser quarto, seremos quartos, se o potencial for para vencer, venceremos.”

De acordo com o espanhol, a degradação do primeiro jogo de pneus e o Safety Car acabaram com as chances de pódio.

O primeiro jogo de pneus teve uma degradação incrível, mesmo em relação a nossos adversários. Nos demais jogos, acho que foi igual aos outros. Depois, estávamos seis segundos à frente do Webber e a diferença acabou com o Safety Car.”

Após mais uma boa largada, o espanhol pulou de quinto para terceiro, mas, a exemplo de Monza, não conseguiu manter a posição. Perguntado se o fato de não ter carro para lutar de igual para igual com McLaren e Red Bull o incomodava, o piloto da Ferrari afirmou que não pensa nisso.

“Faço a largada que der e depois, 61 voltas de classificação. Se que, em condições normais, vão me ultrapassar, mas as vezes algumas coisas podem acontecer e em Monza, por exemplo, chegamos ao pódio porque Hamilton se entreteve com Schumacher na primeira parte da corrida e aqui também ele teve algum problema. Acho que essa vai ser a tônica dessas corridas. Tentar chegar no pódio quando houver algum problema com os outros.”

Matematicamente fora da disputa pelo título depois deste resultado, o bicampeão afirmou que isso não muda nada sua abordagem daqui em diante.

“O fato de não ser mais matematicamente possível ganhar o campeonato não muda nada. Vamos a Suzuka da mesma forma que chegamos aqui, pois já estávamos bastante convencidos de que não era possível.”

(colaborou Luis Fernando Ramos, de Cingapura)  

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP de Cingapura
Pilotos Fernando Alonso
Tipo de artigo Últimas notícias