Alonso: única chance é que aconteça algo estranho

Piloto da Ferrari classifica Vettel, Button e Hamilton de inalcançáveis, principalmente se termômetro não subir

Sem ritmo, resta a Alonso crer no imponderável para lutar pelo pódio

O espanhol Fernando Alonso repetiu o quinto lugar no grid das duas primeiras provas do ano. A diferença é que agora tem a sua frente um dos pilotos da “segunda divisão”, ou seja, que não tem um Red Bull ou uma McLaren: Nico Rosberg, quarto colocado.

O foco do piloto da Ferrari é chegar à frente do alemão.

“Se não acontece nada de estranho, os três da frente são inalcançáveis. Trataremos de passar Rosberg na corrida, aproveitando que nossa degradação é boa e que se espera mais calor para amanhã. Depois veremos o que acontece.”

O bicampeão do mundo disse que o objetivo é o pódio, mas ressaltou que seria um resultado difícil em condições normais.

“Se tudo for normal Vettel deveria ganhar a corrida, mas isso é Fórmula 1 e aqui o normal não existe, como vimos com os problemas que Webber teve. Primeiro tem que acabar a corrida, mas está claro que continua sendo o maior favorito.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da China
Pilotos Fernando Alonso
Tipo de artigo Últimas notícias