Altura explica o caminho inusitado de Di Resta antes da F-1

Escocês chegou a testar para correr na GP2, mas cockpit era pequeno demais; saída foi correr na categoria turismo

Di Resta faz seu primeiro ano na F-1

Paul Di Resta vem impressionando em sua primeira temporada, correndo pela Force India. Mas o piloto tomou um caminho inusitado para chegar à F-1: correu por quatro temporadas na DTM, categoria alemã de turismo, depois de uma carreira toda construída para correr nos monopostos. O motivo para tal escolha, contudo, é ainda mais incomum.

“Depois do meu sucesso na F-3 [quando bateu o então companheiro de equipe Sebastian Vettel pelo título] me ofereceram uma vaga na DTM, mas demorei para decidir porque iria testar na GP2. Porém, havia outro problema: o cockpit da GP2 era simplesmente pequeno demais para mim”, revelou em entrevista à Autosrport.

“Durante os testes, experimentei três tipos diferentes de assentos, mas sentar no carro era um pesadelo. Tenho um tamanho diferente em relação aos outros pilotos.”

Assim, o 1m85 de altura decidiu o futuro do piloto escocês e o levou para a DTM.

“Então a DTM seria a melhor escolha, mas nunca deixei de acreditar que seria vital manter a visibilidade, então tinha de vencer”, afirmou o piloto, que foi quinto em seu ano de estreia, vice no segundo e campeão no quarto, ano passado.

Acabou dando certo. Após atingir seu primeiro objetivo, de chegar à F-1, o piloto de 25 anos tem clareza de onde quer chegar. “Sebastian [Vettel] e Lewis [Hamilton] conseguiram o que estou tentando alcançar.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Paul di Resta
Tipo de artigo Últimas notícias