Amigável e "apertado", Button nega declarações de Lauda

Após austríaco ter falado que campeão de 2009 queria permanecer na McLaren e que o dinheiro estava sendo grande empecilho, inglês desmentiu declarações

A novela sobre o futuro de Jenson Button na Fórmula 1 acaba de ganhar mais um capítulo. Ontem, o tricampeão Niki Lauda deu declarações à rede BBC, dizendo que havia conversado com o piloto inglês e falado a ele para não se aposentar:

"Disse a Button para não desistir de lutar com Ron Dennis pelo seu dinheiro. Se você sair, será um dos últimos pilotos rápidos a ir embora. Qual é a melhor combinação para fazer um carro rápido e desenvolver seu motor? Isso só é possível com esses dois caras (Button e Alonso). Colocar um jovem piloto não fará o motor melhorar de desempenho."

"Jenson e Ron são inteligentes o suficiente para entender isso juntos. Jenson disse a mim ontem que quer continuar lá e não quer se aposentar."

Mas parece que a história não foi bem essa. Hoje, Button negou que tivesse falado que gostaria de permanecer na McLaren e negou que o salário fosse uma grande barreira na negociação.

"A segunda parte (do dinheiro) não é verdade", explicou. "A primeira, nós realmente conversamos quando eu estava indo ao banheiro e não estava entendendo o que ele dizia. Só falei 'sim' algumas vezes para ser amigável."

"Não tivemos essa conversa como ele falou. É bom ver que ele foi até a imprensa e disse tudo isso", ironizou.

Quando perguntado se havia qualquer mudança a respeito de seu futuro, Button disse: "Nada mudou em relação aos meus últimos comentários."

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Jenson Button
Equipes McLaren
Tipo de artigo Últimas notícias