Apenas com dores no tornozelo, Petrov deixa o hospital

Russo conta que não conseguia sair sozinho do carro e lamenta pontos perdidos após batida nas últimas voltas

Petrov já deixou o hospital

Vitaly Petrov teve que ser levado ao hospital após batida nas voltas finais do GP de Mônaco. O piloto russo se queixou de fortes dores no tornozelo esquerdo e esperou atendimento médico para deixar o carro. Levado ao hospital, nenhuma fratura ou luxação foi detectada.

“Foi um acidente forte, mas estou bem. Depois do impacto, não sentia muito bem minhas pernas. Achei que era melhor a equipe médica me ajudar a sair do carro porque minhas pernas estavam presas no cockpit. Não perdi a consciência mas sentia muita dor dentro do carro”, afirmou ao deixar o hospital, por meio da assessoria de imprensa da equipe.

Petrov vinha fazendo uma corrida de recuperação depois de largar em 11º.

“Foi uma pena porque minha largada foi boa, ganhando duas posições logo de início. Depois de meu pit stop, fiquei preso atrás de Kobayashi – que era muito lento – e Adrian Sutil – que estava defendendo a posição de forma muito agressiva – mas estava sendo cuidadoso porque é muito difícil ultrapassar nesta pista. Daí eu fui pego pelo incidente.”

Naquele momento, Petrov ocupava a nona colocação.

“Foi uma pena, porque poderíamos conseguir muitos pontos neste final de semana.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP de Monaco
Pilotos Vitaly Petrov
Tipo de artigo Últimas notícias