Apenas Glock sobrevive entre Virgins e Hispanias

Piloto alemão foi o único a completar a prova entre os piores times do grid

Virgin se recuperou um pouco na corrida após uma classificação ruim

Na luta pela rabeira do grid, a Virgin se recuperou da performance ruim nos treinos e conseguiu manter um ritmo bem melhor que a Hispania durante a prova. No entanto, apenas Timo Glock completou o GP da Malásia pela equipe, na última posição, enquanto Vitantonio Liuzzi e Narain Karthikeyan abandonaram pelo time espanhol.

Enquanto os quatro estiveram na pista, os Virgin andavam a um ritmo mais de 1s melhor que os Hispania.

A primeira “vítima” foi Karthikeyan, após 14 voltas, por um superaquecimento de água, enquanto Liuzzi abandonou a 10 voltas do final com problemas na asa traseira. “Paramos ambos os carros por medida de segurança”, admitiu o chefe da equipe, Colin Kolles. “Nosso ritmo não foi ruim em relação aos líderes, então ainda há luz no fim do túnel.”

Enquanto Liuzzi rodava em 1min47 no final da prova, Vettel virava em 1min42.

Na Virgin, Jerome d'Ambrosio passou muito forte por uma zebra, o que afetou o carro e obrigou o belga a abandonar na volta 43. Já Timo Glock foi o 16º e último.

“O carro está funcionando bem e conseguimos cuidar dos pneus, o que fez com que conseguíssemos fazer apenas duas paradas nos boxes”, afirmou o alemão, por meio da assessoria de imprensa da equipe.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Malásia
Pilotos Narain Karthikeyan , Vitantonio Liuzzi , Timo Glock
Tipo de artigo Últimas notícias