Apesar da boa fase, classificação segue preocupando Alonso

Mesmo sendo o piloto que mais pontuou no "mês de julho mais frio da história", espanhol acredita que rivais "têm alguma coisa" a mais aos sábados

Alonso é o quarto colocado no mundial de pilotos

É sabido que a Ferrari se dá muito melhor em corridas no calor, pois as altas temperaturas diminuem suas deficiências de aquecimento de pneus. Tendo isso em vista, Fernando Alonso se mostra animado por ter sido o piloto que mais pontuou neste que chamou de “julho mais frio da história.”

“Tivemos o mês de julho mais frio da história da F-1, com 12ºC e chuva em Silverstone, 7ºC na volta com o ônibus dos pilotos na Alemanha – todos estávamos de gorro e luvas de lã – e na Hungria também usamos abrigos. Foram três corridas com condições difíceis para nós, mas, mesmo assim, passamos bem. Fui o piloto que mais pontos somou nestas três corridas.”

Alonso fez 58 pontos nestas três etapas, contra 49 de Lewis Hamilton e 48 de Sebastian Vettel. No entanto, o espanhol acredita que a Ferrari ainda está devendo para os rivais aos sábados.

“A classificação é nosso tendão-de-Aquiles. Ali perdemos muitas das possibilidades que poderíamos ter nas corridas, em que o ritmo é bom. Sempre largamos muito atrás. Eles têm algum mapa de motor, alguma coisa na classificação que utilizam apenas na última parte e conseguem abir muita vantagem sobre nós. Devemos trabalhar nisso.”

Ainda que a fase seja boa, o piloto da Ferrari tem 89 pontos de desvantagem para o líder Vettel e segue cautoloso em relação a suas chances de título.
“O campeonato continua tremendamente complicado e piora a cada corrida porque cada vez se tem menos pontos à disposição.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Fernando Alonso
Tipo de artigo Últimas notícias