Apesar de série de problemas, Massa descarta cautela: "tem que ir para cima"

Para piloto, quem corre com medo de fazer besteira tem mais chance de errar. "Importante é que o ritmo está bom", destacou

A série de contratempos envolvendo Felipe Massa nas últimas corridas, incluindo problemas com o carro, com pneus e acidente causados por ele mesmo, não mudarão o comportamento do brasileiro para a corrida deste final de semana. Ouvido pelo TotalRace em Budapeste, o piloto da Ferrari garante que não vai fazer uma corrida mais cautelosa, a fim de evitar problemas.

“Resultado conta muito, por isso se eu tiver um carro competitivo tenho de ir para cima, tentar ganhar o máximo possível de posições. Guiar com preocupação extra, com medo de errar, pode até te fazer errar. Nunca corri com medo e não é agora que vou correr assim, com medo de fazer besteira. Este não é meu jeito de ser”, disse Massa.

O piloto reiterou que nem tudo que deu errado nas últimas provas foi culpa sua e destacou o bom ritmo de corrida. “Algumas coisas aconteceram nas últimas corridas, não só vindo do meu lado. Teve o problema que aconteceu em Mônaco... O mais importante é que o ritmo está bom, então o importante é terminar a corrida, que a chance de conseguir um bom resultado existe”, observou.

Na Hungria, o brasileiro também tem um histórico complicado. Já fez boas corridas, mas sofreu alguns revezes. Em 2008, liderava até ter o motor quebrado perto do fim; em 2009 sofreu um grave acidente no treino classificatório. Uma vitória poderia quebrar esta sina. “Seria sensacional fazer uma boa corrida aqui, até pela história, por tudo que aconteceu comigo nesta pista. Também pelos fãs que ganhei aqui em função do meu acidente. Por eles, pelas pessoas que trabalharam para me ajudar no acidente, médicos em geral, amigos que fiz aqui... É uma pista em que sempre andei bem, mas sempre aconteceu alguma coisa. Em 2008, estava com a corrida no bolso, tive problema no motor; Em 2009, aconteceu o acidente. É importante tentar fazer uma corrida em que nada de errado aconteça”, comentou Massa.

Em relação à segurança, um ponto positivo são os novos pneus fornecidos pela Pirelli. Massa acredita que não haverá mais tantos furos como ocorreu no GP da Inglaterra. “Testamos os pneus em Silverstone agora e nada aconteceu, então acredito que não acontecerá mais neste ano. Estes compostos são mais lentos, porém mais resistentes. Pode ser que isto mude um pouco a relação dos carros, mas para segurança foi muito bom”, destacou Felipe, que achou positivo os dias de treino em Silverstone.

“Foi um intervalo que ajudou não só para a cabeça, como para a preparação. A gente anda pouco, então sempre vale a pena. Foi positivo para nos prepararmos para esta corrida”, completou.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Hungria
Pilotos Felipe Massa
Tipo de artigo Últimas notícias