Após duelo com Hamilton, Schumacher garante que será sempre duro nas disputas

Piloto alemão também falou que bons resultados recentes vieram pela adaptação do carro às pistas de alta velocidades

Schumacher e Hamilton protagonizaram um duelo eletrizante em Monza

A polêmica do Grande Prêmio da Itália foi sobre a legalidade de algumas manobras do alemão Michael Schumacher ao se defender dos ataques de Lewis Hamilton. Houve quem achasse que ele foi duro demais. Mas Schumacher deixou claro que não vai mudar seu estilo e apoiou seu argumento no fato de não ter recebido nenhuma punição. O TotalRace foi ouví-lo ao final da corrida de ontem:

"Ele é conhecido como alguém que pilota duro e muito perto do limite. E minha reputação não é muito diferente. Me diverti muito com a disputa e imagino que os torcedores também. Enquanto a FIA não achar que foi injusto, e eu não fui chamado aos comissários, foi tudo dentro do permitido. É claro que a gente busca chegar muito perto do limite do que é aceitável, mas isso faz parte da minha profissão".

O quinto lugar em Monza marcou a segunda corrida consecutiva em que Schumacher brilhou. Antes, no GP da Bélgica, ele também conquistou um quinto lugar, mesmo tendo largado em último. “Eu estou na mesma forma de antes. Mas as características dessas pistas combinaram melhor com as do nosso carro. Dei o meu máximo dentro dos limites do carro. Da mesma forma de corridas anteriores em que eu fui eventualmente criticado”, disse o piloto, aproveitando para cutucar os críticos.

De qualquer forma, Schumacher admitiu estar positivamente surpreso com a competitividade do carro da Mercedes nestas pistas de alta velocidade. “Fiquei um pouco surpreso, não havia uma diferença marcante entre o nosso ritmo de corrida e os de Ferrari e McLaren”, constatou.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Itália
Pilotos Michael Schumacher
Tipo de artigo Últimas notícias