Após frustração, Renault só quer saber de top 10 em Suzuka

Bruno Senna confia nas melhorias do carro para deixar pior final de semana do ano para trás e pontuar novamente

Senna quer voltar aos pontos

A Renault vai para o Japão confiante de que a péssima performance de Cingapura – um 15º e 17º lugares – se deveu exclusivamente às características do circuito de rua. Nas curvas de alta de Suzuka, a expectativa é de uma melhor adaptação.

Bruno Senna confia nas novidades que a Renault leva ao Japão – incluindo a nova carenagem, que não suportou o forte calor de Cingapura, mas deve ser usada em Suzuka – e acredita que o time tem condições de colocar ambos os carros nos pontos.

“Até agora, pilotei em três circuitos e condições muito diferentes e Suzuka será outra das corridas tradicionais nas quais tenho pouca experiência. É uma das minhas favoritas. Estou confiante de que posso colocar meu nome entre os pontuadores novamente para a equipe. Com as melhorias que temos planejadas para Suzuka devemos ser fortes lá, e espero que conseguamos colocar ambos os carros nos pontos – é onde sempre devemos estar.”

Seu companheiro, Vitaly Petrov, também destaca a velocidade e salienta que os erros geralmente não são perdoados pela pista de Suzuka.

“Suzuka pode ser um circuito famoso, mas também é complicado. Ela testa o piloto em todos os sentidos: é desafiante e muito, muito rápida. O primeiro setor é incrível: os esses são como uma montanha-russa, com as forças G lhe jogando de um lado ao outro e é difícil manter a linha correta, particularmente porque se você errar em uma das curvas, realmente sofre nas outras. É uma das pistas que mais temerosas, mas que geram mais satisfação se você acerta.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Japão
Pilotos Bruno Senna , Vitaly Petrov
Tipo de artigo Últimas notícias