Após Montezemolo, Todt também pede para F-1 ter custos cortados

Presidente da Federação Internacional de Automobilismo afirma que, nessa toada, categoria pode ter menos de 12 times

Jean Todt

Presidente da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), Jean Todt engrossou o côro liderado por Luca di Montezemolo e afirmou que a Fórmula 1 pode entrar em colapso se não cortar logo os custos.

Em entrevista à revista alemã "Speed Week", o ex-chefe de equipe da Ferrari na F-1, com passagem também pela Peugeot no Mundial de Marcas, admitiu que os custos da maior categoria do automobilismo mundial, mesmo com um limite já pré-estabelecido, estão muito altos.
 
"Para mim, a Fórmula 1 está muito cara. Se não fizermos nada, podemos chegar a uma situação em que o grid pode ter menos de doze equipes", comentou. Na última semana, a FIA confirmou que analisará medidas voltadas para 2013 no fim deste mês.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias