Após título, Hamilton diz que não terá número 1 em seu carro

Ganhando o poder de escolha, inglês garante que vai manter o 44, seu número da sorte desde os tempos de kart

O bicampeão Lewis Hamilton já avisou: não vai abandonar o número 44 em seu carro na próxima temporada. Com o título, o inglês tem a opção de usar o número 1, assim como Sebastian Vettel fez nesta temporada, mas optou por continuar com o numeral que escolheu no início do ano.

[publicidade] “Sempre serei o número 44”, revelou à BBC. “Vou mantê-lo no meu carro. Esse é meu número desde que eu comecei, então quero continuar com ele”, disse o piloto, referindo-se a seus tempos de kart.

Essa não será a primeira vez que um campeonato da Fórmula 1 não terá o carro número 1. Isso aconteceu em duas ocasiões na história, em 1993 e em 1994. Nas duas oportunidades, os campeões dos anos anteriores se aposentaram: no primeiro caso, foi Nigel Mansell, que foi correr na Fórmula Indy e acabou retornando brevemente em 1994 e, no segundo, foi Alain Prost, que se despediu das pistas após o tetracampeonato. A solução encontrada na época para suprir a falta do campeão no grid foi utilizar o número 0.

Desde 1975, o campeão do ano anterior herda o número 1 em seu carro. Antes disso, era possível escolher e houve ocasiões em que o numeral foi usado por mais de um piloto durante a temporada.

Depois de ter o número 1 neste ano, Vettel vai usar o 5 ano que vem, numeral que escolhera no início da temporada. Os demais números dos pilotos, como o 6 de Nico Rosberg, o 14 de Fernando Alonso ou o 7 de Kimi Raikkonen, também serão mantidos.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias