Após trauma, FIA estuda testes com 'limitador de velocidade' nos EUA

Acidente com Bianchi faz a entidade tomar decisões imediatas para aumentar a segurança dos pilotos

Boullier disse que a FIA pode testar as mudanças já nos EUA
O acidente de Jules Bianchi no Japão obrigará a FIA (Federação Internacional de Automobilismo) a estudar medidas imediatas a fim de aumentar a segurança dos pilotos. Depois da prova de Sochi, a organização já admite limitar a velocidade dos carros com bandeiras amarelas, situação que poderia até mesmo evitar a colisão do francês com um trator em Suzuka.
 
[publicidade] “Estão acontecendo algumas conversas para tentar alguns sistemas que limitem a velocidade. Poderá haver algum teste ou consideração sobre isso já para agora em Austin”, declarou Eric Boullier, diretor de corridas da McLaren.
 
Segundo divulgado pela FIA, o sistema reduziria a velocidade (para um limite pré-determinado) em trechos de bandeira amarela. Tudo isso poderia seria resumido a um botão nos volantes, semelhante o que ocorre quando os pilotos entram nos boxes para reabastecimento e troca de pneus.
 
Apesar da exposição positiva sobre essa mudança, as equipes estão cientes de que essa alteração demandará tempo, limitado atualmente por conta do fim da temporada 2014 – restam apenas três corridas (Austin, São Paulo e Abu Dhabi).
 
Assim, a Fórmula 1 espera concluir o ‘limitador de velocidade’ para a próxima temporada. 
 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias