Assinado com a Caterham, Petrov pede paciência para falar sobre futuro

Russo esteve no lançamento dos pneus Pirelli em Abu Dhabi, mas pediu "uma semana" para falar de seus planos para 2012

Vitaly Petrov em Abu Dhabi: um sorriso que diz mais que mil palavras

Pirelli da temporada de 2012 da Fórmula 1. De contrato assinado com a equipe Caterham, , ele foi evasivo nas perguntas sobre seu futuro, pedindo paciência.

“Daqui uma semana, um pouco mais, vou poder falar sobre isso. Queria muito, mas não posso”, disse o piloto.

A empresária de Petrov, Oksana Kossachenko, teria afirmado à imprensa de seu país que ele será piloto de testes da Pirelli. Em Abu Dhabi, porém, o diretor-esportivo da marca italiana Paul Hembery disse apenas que existe a chance disso acontecer. Petrov também negou um acordo com a marca italiana e falou, pouco, sobre o assunto.

"Vim aqui apenas para esse evento. A Pirelli está trabalhando muito na Rússia e quem sabe no futuro a gente possa fazer alguns acordos. Talvez eu não teste, mas faça um trabalho em diferentes áreas com eles".

Restou a chance de falar um pouco sobre o passado. Voltar a Abu Dhabi trouxe a memória de um momento difícil para o russo. No ano passado, foi aqui que ele criticou a equipe Renault na televisão numa entrevista para a tevê de seu país.

“Hoje eu sei que não deveria ter feito uma crítica ao time dessa forma, mas também aconteceu e não vou chorar pelo que já passou. Mas a minha saída da equipe pode ter ocorrido em parte por causa desse episódio sim”, disse.

A memória positiva da última temporada é óbvia: o terceiro lugar e o consequente pódio conquistado na abertura do ano em Melbourne. “É um momento do qual eu sempre lembrarei pelo resto da minha vida”.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Vitaly Petrov
Tipo de artigo Últimas notícias