Banco alemão rejeita proposta de acordo de Ecclestone

A quantia oferecida pelo chefão da F-1 para escapar de processo é cerca de um quarto menor do que instituição queria

O banco alemão BayernLB rejeitou a oferta de acordo para encerrar o julgamento de Bernie Ecclestone por subornar um funcionário da empresa para obter vantagens em venda de ações da Fórmula 1 em 2006.

[publicidade] Ecclestone, que comanda a parte comercial da categoria, oferecera cerca de 220 milhões de reais. Isso não significa que o julgamento foi retomado automaticamente, uma vez que Ecclestone poderá apresentar uma contraproposta.

Inicialmente, o banco alemão havia pedido 400 milhões de dólares, equivalente a mais de 900 milhões de reais. A fortuna do inglês de 83 anos é avaliada pela revista norte-americana Forbes em mais de 2,4 bilhões de dólares, o que faz dele o 12º homem mais rico do Reino Unido.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias