Barrichello acredita que poderia ter sido 11º no grid

Brasileiro, que larga em 16º, diz que problemas no freio custaram seis décimos e espera ter desempenho melhor na corrida

Barrichello vai largar apenas em 16º

Com um problema nos freios, Rubens Barrichello foi apenas o 16º colocado no grid de largada do GP do Canadá. O brasileiro afirmou ao TotalRace que a falha custou pelo menos seis décimos de sua melhor volta, o que lhe daria a 11ª colocação.

“Aqui a diferença entre os pilotos tende a ser pequena. Como tem seis ou sete freadas fortes, se não fosse o problema que tive, poderia ter virado no mínimo 1min14s7. É uma diferença brutal, de seis décimos para o tempo que virei.”

Segundo Barrichello, o problema pode ser corrigido para a corrida.

“O carro era muito mais competitivo do que foi. Estava bem feliz com o acerto. Hoje a gente teve um disco dianteiro direito que vidrou e não esquentava. O carro estava bom, mas puxando para a esquerda. Como aqui o freio é o principal, não houve condições de melhorar. Para amanhã, eles podem mexer. Se fosse na época do kart, a gente lixava.”

O piloto brasileiro ainda afirmou que a chuva pode alterar a estratégia da corrida.

“Para uma equipe que está atrás, a classificação não importa tanto. Não precisamos economizar pneus pensando em usar no Q3. A gente baseou a estratégia nos 60% de chance de chuvar amanhã, então os pneus de seco não seriam tão importantes. De uma certa forma, como pode chover à noite e não na corrida, a água pode limpar toda a pista, tirar a borracha. Isso pode fazer com que tenha que parar mais uma vez na corrida.”

(colaboraram Felipe Motta e Luis Fernando Ramos, de Montreal)

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Canadá
Pilotos Rubens Barrichello
Tipo de artigo Últimas notícias