Barrichello culpa alto consumo de pneus por 15º posto

Brasileiro afirma que se sente um “passageiro do carro” e explica que a Williams vai bem em classificação, mas gasta muita borracha

Barrichello foi o 15º colocado

Após o ótimo desempenho na classificação, quando foi 11º, Rubens Barrichello terminou o GP da Turquia apenas na 15ª colocação. O piloto da Williams tem uma explicação muito simples para a queda de rendimento: o desgaste de pneus.
 

>>
>>
>>
>>
>>
>>

“Os pneus estão fazendo a diferença no sentido de promover as ultrapassagens, mas de certa forma você acaba sendo um passageiro do carro porque, se o seu carro usa o pneu de uma determinada maneira, você não tem o que fazer. O pneu acaba comandando a estratégia da prova”, afirmou à rádio Jovem Pan.

O brasileiro contrariou a estratégia utilizada pela maioria dos pilotos que chegaram a sua frente.

“Não tínhamos planejadas quatro paradas. Fizemos três e, quando o pneu consumiu, já não tinha mais jeito. As Toro Rosso, parando antes, conseguiram dar um salto e passar muita gente. A estratégia que a gente tinha era sobreviver o máximo possível na pista antes do primeiro pit stop para que não tivesse que ficar andando devagar no final por falta de pneu.”

Mesmo que tenha lutado até com a Mercedes de Schumacher, Rubens ainda não se mostra confiante com o carro, principalmente em ritmo de corrida.
“O momento da Williams ainda não é muito bom. A gente consegue dar uma volta muito rápida na classificação mas, com o pneu consumindo como está, não tem jeito.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Turquia
Pilotos Rubens Barrichello
Tipo de artigo Últimas notícias