Barrichello culpa o tráfego pela 15ª posição no grid de largada

Piloto da Williams fica no Q2, enquanto seu companheiro Maldonado larga em sétimo em Silverstone

Rubens Barrichello

A 15ª posição no grid de largada não era o que Rubens Barrichello esperava para o GP da Grã-Bretanha, corrida na qual já foi o pole e venceu. 

Além de pegar tráfego na segunda parte da tomada de tempos e ter de amargar uma eliminação no Q2, o brasileiro teve de presenciar o companheiro Pastor Maldonado passar à fase final e ser o sétimo.
 
"Peguei tráfego no fim da primeira volta e acabei perdendo bastante tempo, o que danificou a segunda. Em uma pista do jeito que está, secando, com trechos molhados, quem dá a cara para bater fica atrás", conta.
 
"O carro melhorou, a gente pode até esperar uma boa corrida. Na pista que mais gosto de andar forte, largar atrás é uma pena", diz Rubens, que aponta somente o tráfego como principal problema enfrentado. "Você tem que supor muitas coisas e a gente supôs corretamente. O carro está melhor. A traseira, mais estável. Isso já ajuda bastante."
 
Por fim, o veterano de 39 anos já prevê uma corrida difícil. "Não é uma pista fácil de passar e precisamos entender qual o nosso ritmo de prova para ver o que a gente consegue. Certamente, a gente classificaria mais à frente e, dependendo do tempo amanhã, dá para evoluir."

Já Maldonado teve uma ótima classificação e terminou à frente da Sauber de Kobayashi, da Mercedes de Rosberg e da McLaren de Hamilton no Q3.

"O carro está funcionando bem e tivemos uma ótima performance hoje. Estou muito confiante e ansioso para a prova de amanhã, porque gosto muito de pilotar em Silverstone. As curvas rápidas são boas para nosso carro, então vamos ver o que vai acontecer."
 
(Colaborou Luis Fernando Ramos, de Silverstone)
 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Grã-Bretanha
Pista Silverstone
Pilotos Rubens Barrichello
Tipo de artigo Últimas notícias