Barrichello: “Possibilidade de ir ao Q3 é pequena”

Brasileiro admite que Williams não tem condições de entrar com tranquilidade na lista dos dez primeiros do grid em Barcelona

Rubens: brasileiro foi sucinto após os treinos do dia

Rubens Barrichello foi bem sucinto logo após o segundo treino para o GP da Espanha de F-1: a Williams não tem condições de entrar com tranquilidade na lista dos dez primeiros do grid.

"Amanhã, a possibilidade de ir ao Q3 é pequena, igual à da Turquia. Nosso carro no fim não estava na melhor configuração, mas dá para melhorar um pouquinho e brigar com a Sauber", conta o veterano de 38 anos, que terá um pacote "pela metade" no fim de semana.

"A expectativa é sempre renovada. A asa traseira parece que melhorou; o assoalho, ainda não. A gente precisará da telemetria para mostrar a eficiência do assoalho, mas na prática foi ruim. Ou seja, teremos um pacote novo pela metade", analisa o brasileiro da Williams.

Segundo Barrichello, a desvantagem de 2s833 para a Red Bull no primeiro dia de treinos não mostra a realidade: "A sexta-feira é praticamente inútil na leitura do tempo. Quatro décimos correspondem a dez quilos. Estamos pelo menos dois segundos atrás."

Por fim, o brasileiro aposta em novo domínio da Red Bull em Barcelona: "A Red Bull terá uma vantagem muito grande, aqui. Se eu fosse da Red Bull, não usaria menos gasolina que meus rivais. Com certeza eles têm uma carta na manga."

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias