Barrichello se vê nos pontos com acerto "mágico" em Cingapura

Piloto destaca clima, falta de ultrapassagens e possibilidade de chuva como fatores que podem dar emoção à corrida

Barrichello não espera ter vida fácil em Cingapura

Rubens Barrichello reconhece que a Williams precisa de um acerto “mágico” para ir bem no GP de Cingapura. Ainda que o carro tenha tido um bom desempenho em Mônaco, pista semelhante ao traçado de Marina Bay, o brasileiro acredita que isso não garante uma posição nos pontos.

“A gente tem a lembrança de um carro que andou bem aqui, mas o carro deste ano não vem andando tão bem. Então, cabe a nós fazer um setup mágico para que o carro possa estar nos pontos. Acho que é uma realidade fazer pontos aqui, mas tem de fazer acontecer, não é do nada.”

Para o GP do próximo final de semana, a Williams terá novidades. “Temos algumas partes novas – asa e assoalho. Tem de testar tudo na sexta-feira e ver. Estão falando em chuva – e aqui é bem escorregadio – então tem muita coisa no ar.”

Barrichello citou três pontos básicos que serão grandes desafios para os pilotos no domingo: a dificuldade física devido à alta umidade relativa do ar, as poucas chances de ultrapassagem e a possibilidade de chuva durante o final de semana.

“É mais difícil que Mônaco, pela umidade, pelo fato de ser uma prova bem longa. É verdade que todos os anos a gente teve o Safety Car, mas isso não dá tempo para você respirar, dá até uma ansiedade de pensar o que fazer com a estratégia e tal. Se não é a mais, é top três em dificuldade física porque não tem muita reta e é bem úmido.”

Mesmo com a asa traseira móvel, Barrichello não vê uma revolução nas ultrapassagens em Marina Bay.

“A gente tem muita dificuldade em ultrapassar aqui porque a curva que antecede a reta principal é de alta velocidade, então temos muita dificuldade em seguir o outro carro. Só tem um problema que, onde vai ser usada a asa, tem uma curva de pé embaixo que facilita o outro ficar no meio da pista e daí você tem de tirar o pé.”

Outro problema seria a chuva, que está prevista para este final de semana. “Se chover no sábado, vai ficar meio no escuro, mas o grande teste dos pneus é feito na sexta. Se chove na sexta, fica mais difícil a situação. Mas sempre que a gente correu com o macio, ele foi muito similar em termos de rendimento.”

(Colaborou Luis Fernando Ramos, de Cingapura)

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP de Cingapura
Pilotos Rubens Barrichello
Tipo de artigo Últimas notícias