Barrichello sente que Williams ficou um pouco para trás

Brasileiro lamenta que novidades levadas pela equipe a Valência não tenham funcionado e prevê corrida emocionante

Barrichello foi o 12º nos treinos livres de sexta-feira em Valência

Depois de chegarem ao Q3 em Mônaco e terem uma boa corrida em Montreal, os Williams de Rubens Barrichello e Pastor Maldonado terminaram a sexta-feira em Valência nas 12ª e 13ª colocações, respectivamente. Como o piloto brasileiro revelou ao TotalRace, o time parece ter ficado um pouco para trás em relação aos rivais.

“É sempre positivo poder treinar e fazer os ajustes, mas infelizmente nenhum upgrade que a gente trouxe para cá funcionou. Então, de certa forma, estamos no nível da última corrida, diante do fato de que outros carros melhoraram. Mas vamos com aquilo que a gente tem para ver o que acontece. Trouxemos um assoalho que teoricamente traria ganhos na aerodinâmica, mas não funcionou.”

Barrichello afirmou que as condições de pista nestes primeiros treinos livres não eram as ideiais para os pneus médios.

“A pista estava escorregadia. Os pneus médios, que foram trazidos para cá pela Pirelli, são mais escorregadios do que aqueles que a gente usou nas últimas duas corridas. Por isso teve até rodada. Estava bem escorregadio mesmo.”

Devido à utilização do novo composto, o piloto da Williams prevê uma corrida emocionante.

“Os pneus médios fazem com que o carro saia mais de traseira, o que deixa as freadas difíceis. Você vê que até os melhores carros estão ariscos. Acho que a corrida vai ter bastante emoção nesse sentido. Os que se mantiverem na pista vão ter boas chances de chegar nos pontos.”

Perguntado se acredita que as equipes já estão simulando a classificação sem a alteração no mapeamento dos motores, algo que está proibido a partir deste GP, Barrichello se esquivou.

“Os tempos da Mercedes, que usa muito esse recurso, por exemplo, foram bons. Então não sei até que ponto alguém não simularia. Afinal de contas, é isso o que a gente vai ter no domingo, mas não dá para saber.” 


(colaboraram Felipe Motta e Luis Fernando Ramos, de Valência)

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Europa
Pilotos Rubens Barrichello
Tipo de artigo Últimas notícias