Barrichello vê mais emoção e responsabilidade com quatro tipos de pneu

Além dos compostos de classificação, uma das ideias da Pirelli para o futuro seria dar a chance das equipes escolherem qual usar

Mecânicos da McLaren trabalham com pneu em Valência

Que os pneus Pirelli mudaram a cara das corridas neste ano, ninguém duvida. Mas tudo indica que os italianos não querem parar por aí. Dois rumores envolvendo os pneus mostram isso. Uma possibilidade que a marca italiana estaria estudando seria trazer de volta aos pneus de classificação, que duram apenas uma ou duas voltas, e oferecem muita aderência aos pilotos.

A outra é liberar a escolha dos compostos de pneus para as equipes. A Pirelli levaria os quatro tipos (duro, médio, macio e super macio) para todas as pistas e ficaria a cargo dos times escolher qual se adapta melhor a seu carro e estratégia.

Para Rubens Barrichello, em alguns circuitos não haveria escolha.

“Nem sei se o regulamento permitiria isso. Em Silverstone, a Bridgestone levava os pneus mais duros porque tem muita curva de alta em que você precisa, não só da borracha, mas do suporte lateral, aquele que segura um pouco mais.”

O piloto mais experiente do grid acredita que seria um grande desafio para as equipes.

“A corrida seria mais emocionante se eles dessem essa chance de escolher os pneus. Mas ao mesmo tempo é uma responsabilidade muito grande para as equipes optarem pelo certo. Porque é muito fácil escolher o mais macio, querer classificar mais para frente e, na corrida, não chegar a lugar algum.”

Por enquanto, o certo é que a Pirelli levará os compostos duro e macio para Silverstone, macio e médio para o GP da Alemanha e macio e super macio para a Hungria.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Rubens Barrichello
Tipo de artigo Últimas notícias