Bernie Ecclestone avisa sedes europeias que F-1 não é um presente de Deus

Chefão da Fórmula 1 diz que fica feliz quando os europeus fazem bem o seu trabalho, mas lembra que é momento de acordar

O chefão da F1 Bernie Ecclestone, mandou um recado para os países europeus que fazem parte ou pretendem fazer parte do calendário da F-1. Segundo ele, Russia e Nova Iork ganham força para sediar provas em um futuro breve, enquanto alguns circuitos da Europa correm risco.


“A próxima grande coisa será a Russia e precisamos ver como levantar o caso de Nova York de novo”, declarou o dirigente de 82 anos ao site da Fórmula 1.

Bernie foi duro com os europeus. “Talvez tenhamos que acordar os europeus, que não podem pensar que as corridas são um presente de Deus. Quando os europeus fazem bem o seu trabalho, ficamos felizes em continuar”, argumentou. “Nós temos que entender que estamos no negócio de entretenimento e, este ano, temos entretido. Todos os esportes hoje são showbusiness e é perigoso esquecer isso”, completou Ecclestone.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias