Bom ritmo não serviu para nada, diz dupla da McLaren

Equipe saiu do Japão com apenas dois pontos após Button errar no acerto e Perez ter tarde agitada com Rosberg

Os dois pilotos da McLaren terminaram o GP do Japão decepcionados: Jenson Button, nono colocado, com um erro próprio no acerto do carro, e Sergio Perez, 15º, com a sequência de azares que marcou sua prova.

“Tive uma largada muito ruim e os primeiros stints foram muito difíceis para mim”, revelou Button. “Não acho que éramos rápidos aqui, mas o início de prova de Checo foi muito melhor que o meu. Depois pregamos mais a dianteira do carro, o que ajudou bastante no equilíbrio do carro e a última parte da prova foi muito melhor. Foi culpa minha, porque na volta antes de alinhar no grid senti que a dianteira estava muito presa e pedi que mudassem. Você nunca deve fazer algo assim antes de uma corrida.”

Já Perez teve dois problemas com Nico Rosberg: o alemão acabou levando um drive through ao ser liberado em cima do mexicano durante a troca de pneus e, voltas depois, um toque entre os dois acabou furando o pneu do McLaren de Checo.

“É incrível todo o azar que tivemos hoje. Primeiro, na parada, que foi ruim, e depois no toque ao ultrapassar Nico. Tudo o que poderia acontecer de ruim, aconteceu, mas estou satisfeito com meu trabalho durante todo o final de semana.”

Desanimado, Perez disse que a prova resume o que tem sido sua primeira temporada como piloto da McLaren.

“No final, nosso bom ritmo não serviu para nada. Acho que este final de semana reflete toda a temporada da McLaren, com muito azar, paradas e estratégia ruins. O ritmo de corrida era bom, mas não conseguimos concretizar isso em pontos.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Japão
Pilotos Jenson Button , Sergio Perez
Tipo de artigo Últimas notícias