Bottas acha que "seria difícil" pular direto da GP3 para a F-1

Finlandês explica ao TotalRace as dificuldades que o estreante Kvyat vai enfrentar ao estrear vindo da '3ª divisão'

Ninguém no paddock duvida que o russo Daniil Kvyat viverá um desafio e tanto. Afinal, o campeão da GP3 vai pular de um carro com 400hp de potência e seis marchas para um Fórmula 1, com 750hp e oito marchas quando estrear pela Toro Rosso na próxima temporada. Isso, com testes limitados na pré-temporada, diferentemente do que aconteceu, por exemplo, quando Kimi Raikkonen deu salto semelhante, da F-Renault para a F-1, em 2001.

Mas Kvyat não será o primeiro campeão da GP3 a pular as etapas naturais, que seriam World Series ou GP2, e chegar direto à Fórmula 1. O finlandês da Williams Valtteri Bottas conquistou a categoria em 2011 e, na última temporada, fez sua estreia como titular do time de Grove. A diferença é que Bottas participou de 15 treinos livres às sextas-feiras na temporada anterior.

Ao TotalRace se conseguiria dar o salto da GP3 para a F-1 sem o ano de testes, Bottas disse que sim, mas admitiu que teria muitas dificuldades.

“Com certeza seria muito mais difícil. Acho que a experiência de 2012 me ajudou a ganhar experiência e a conhecer vários circuitos. Além disso, viajei com a equipe para diversas etapas e acho que foi a coisa certa a fazer. É um grande passo de qualquer categoria para a Fórmula 1. Há muito o que aprender, por isso acho que acertei em minha escolha.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Valtteri Bottas
Tipo de artigo Últimas notícias