Boullier admite aumentar prazo para resposta de Kubica

Chefe da Renault afirma que vai aguardar para saber se polonês tem condições de voltar até "não poder mais"

Kubica se acidentou em fevereiro deste ano

A Renault está disposta a esperar mais tempo para saber se Robert Kubica estará apto a pilotar pela equipe ano que vem. O piloto, que se recupera de um acidente de rali ocorrido em fevereiro, tinha até meados de outubro para informar à equipe se estava ou não recuperado. Mas o chefe da equipe, Eric Boullier, decidiu dar mais tempo ao polonês.

A nova data limite é “no final de outubro”, segundo afirmou Boullier na Coreia, e “talvez até mais.”

O francês, no entanto, indicou que pode até esperar mais tempo por Kubica. “Se Robert puder voltar para a Fórmula 1, quero que pilote para nós. Então tenho de lhe dar uma chance. Seremos flexíveis até o ponto em que não pudermos mais.”

Isso significa que Boullier esperará até acreditar que a indecisão comprometa o futuro da Renault. “Não vou agir contra os interesses do time. Se vir que algo está errado com a dupla de pilotos do ano que vem, devemos tomar uma decisão.”

Boullier afirmou que entrou em contato com o empresário de Kubica, Daniele Morelli, que se mostrou confiante na volta do polonês e informou que o piloto pode voltar a andar em um simulador “talvez em torno de um mês.”

Candidatos não faltam para a vaga de Kubica. Nenhum dos atuais pilotos, Vitaly Petrov e Bruno Senna, têm sua vaga assegurada na equipe, e pelo menos Romain Grosjean e Rubens Barrichello também estão na briga.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias