Boullier apoia Grosjean após acidentes durante GP de Mônaco

Chefe de equipe confia em francês para sequência do mundial e diz que vai acalmar o piloto após batidas

Grosjean volta aos boxes após bater com Ricciardo

Com três acidentes em treinos livres e uma batida na saída do túnel durante a corrida, o GP de Mônaco não foi dos melhores para o francês Romain Grosjean. Inclusive, pelo acidente com Ricciardo na prova, Grosjean perderá 10 posições no grid de largada em Montréal.

Mesmo com um começo de ano aquém de sua atuação no ano passado, o chefe, Eric Boullier, crê que ele possa voltar à velha forma e pretende o ajudar para isso.

“Queremos manter o ritmo e ter certeza de que ele está de volta no controle, como estava no começo da temporada”, falou Boullier.

“Precisamos sentar com ele e pensar no fim de semana. Ele tinha ritmo e vimos durante todo o fim de semana que ele poderia ter ido melhor. E é ainda mais frustrante por causa disso. Na quinta-feira ele realmente não se ajudou, mas acontece. E o resto da história foi pior.”

“Precisamos acalmá-lo e ter uma discussão sobre isso quando voltarmos à fábrica”, reforçou.

Questionado se os problemas atuais de Grosjean eram preocupantes, Boullier falou: “Não, sem preocupação. Ele fez um bom trabalho durante o inverno para desenvolver o carro no ano passado.”

“Ele pode conseguir bons resultados, como fez no Bahrein e faria em Barcelona. Precisamos fazer com que ele não perca o momento”, finalizou Eric Boullier, que afastou a possibilidade de colocar Davide Valsecchi, piloto de testes, no lugar do francês: “Ainda não”.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Romain Grosjean
Tipo de artigo Últimas notícias