Boullier reconhece que Bruno Senna não teve ritmo no Japão

Falando com exclusividade ao TotalRace, chefe do brasileiro na Renault destaca estratégia de Vitaly Petrov

Senna durante o GP do Japão

Em entrevista exclusiva ao TotalRace, o chefe da Renault, Eric Boullier, creditou a 16ª colocação de Bruno Senna ao fato do brasileiro não ter conseguido encontrar o melhor ritmo durante o GP do Japão.

“Bruno teve um início de corrida difícil e perdeu várias posições. Ele teve dificuldades em encontrar o melhor ritmo e por isso não teve uma boa corrida.”
O francês destacou o papel da estratégia na corrida de Vitaly Petrov, que foi o nono em Suzuka.

“Vitaly mostrou que o carro tinha um certo ritmo. Tínhamos uma estratégia arriscada, porque estávamos apostando que conseguiríamos ultrapassar carros no final. Isso funcionou com as Force India e Kobayshi, mas infelizmente Perez estava melhor que nós. Então foi um pouco frustante.

Para o GP da Coreia, o chefe da equipe espera que a relação de forças seja “a mesma do Japão”.

(colaborou Luis Fernando Ramos, de Suzuka)

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Japão
Pilotos Bruno Senna
Tipo de artigo Últimas notícias