Boullier reforça necessidade de Lotus melhorar nas classificações

Chefe da equipe de Grosjean, segundo no Canadá, explica que carro é bom em corrida por gerar pouca temperatura no pneu

Boullier e Grosjean

 

Eric Boullier creditou ao calor e ao fato do carro da Lotus ser mais dócil que a maioria dos rivais com os pneus a segunda colocação de Romain Grosjean. O francês fez a estratégia de uma parada funcionar para subir ao pódio pela segunda vez no ano, no GP do Canadá.

“Também fizemos isso no passado, na China: ficamos na pista e não funcionou”, lembrou o dirigente, referindo-se à tentativa da Ferrari com Fernando Alonso, que perdeu muito rendimento nas voltas finais, a exemplo de Kimi Raikkonen em Xangai. “Acho que nós e a Sauber temos um carro que é muito bom com os pneus. Também, enquanto equipe, fizemos um acerto mais voltado para a corrida, o que custou um pouco na classificação, mas, para nós, sempre foi óbvio que conseguiríamos fazer uma parada.”

Em entrevista acompanhada pelo TotalRace, o francês admitiu que a o E20 precisa melhorar em classificação. “Definitivamente. Há uma maneira de melhorar. Não digo que estaremos lutando pelas poles, mas com certeza podemos melhorar na classificação.”  

Um dos fatores que explica a tendência dos Lotus se sobressaírem nas corridas é a falta de temperatura nos pneus.

“Sabemos que esses pneus têm uma janela de temperatura muito pequena . Quando você tem um carro conservador com os pneus, precisa gerar mais calor para aquecê-los. Então acho que o clima é uma ajuda.”

 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Canadá
Tipo de artigo Últimas notícias