Brawn vê falhas no acerto da Mercedes para a corrida

Dirigente acredita que a equipe não está sabendo antecipar os efeitos da evolução da pista ao longo do fim de semana

O chefe da Mercedes, Ross Brawn, não escondeu a decepção após o terceiro lugar de Lewis Hamilton no GP da China. O dirigente acredita que um erro na configuração do carro fez com que o inglês, que largou na pole, tivesse dificuldades em andar no ritmo dos rivais diretos, Lotus e Ferrari.

“Foi um bom resultado, lembrando de onde viemos, mas queríamos fazer algo melhor. Não tínhamos o equilíbrio que esperávamos na corrida e o carro estava usando demais os pneus. Foi a consequência de um risco que assumimos.”

Brawn não descartou a possibilidade de que a queda de temperatura de pista na segunda metade da prova tenha influenciado no rendimento do carro. Porém, acredita que a equipe precisa prever de maneira mais precisa o efeito da evolução natural da pista no comportamento do carro.

“É possível, mas temos de analisar. Lewis reclamou que o carro saía muito de traseira por grande parte da corrida, algo que não havia acontecido nos treinos. Obviamente, não antecipamos a evolução [da pista] da melhor forma.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da China
Tipo de artigo Últimas notícias