Briatore quer que Fórmula 1 foque na competição

O ex-diretor da Renault afirma que a F1 tem que mirar mais nas melhorias da competição do que em carros mais rápidos e tecnológicos

Acompanhando as discussões que podem trazer novidades à Fórmula 1 em 2017, Flavio Briatore pede aos diretores da categoria para não perder de foco no que mais interessa aos fãs: a competição.

"Acredito que a F1 seja corrida, propriamente dita", disse Briatore quando perguntado sobre a meta de tornar os carros cinco segundos mais rápidos do que hoje.

"A questão principal não pode ser a tecnologia. Eu acredito que a competição seja a chave para tudo. Se quiserem incrementar a tecnologia depois, tudo bem."

"Acho que a Fórmula 1 precisa de gladiadores, de lutadores, você precisa do show, você precisa da corrida. E você não precisa se preocupar se você tem combustível ou não."

"Me lembro há quatro anos, os pilotos davam 60 voltas de qualificação. Agora tudo é mais estratégico, o fluxo de combustível, mais isso, mais aquilo... talvez seja melhor (para alguns), mas não sei se é melhor ou não."

Igualdade de condições

Para Briatore, um dos motivos que fazem as corridas não serem mais empolgantes é a falta de igualdade de condições entre as equipes. Ele acredita que a forma como as receitas estão distribuídas no esporte está errada, porque está permitindo que equipes maiores permaneçam como estão, sempre na frente do grid.

"Acho que a distribuição do dinheiro não está correta", afirma. "Você dá dinheiro aos ricos e não dá aos pobres. Isso não faz sentido se você quer competir numa mesma liga."

"Os custos nos últimos dez anos têm sido muito altos para se participar de uma prova e você exclui muita gente disso. Para mim, F1 precisa voltar a pensar só nas corridas."

"Ao invés de falarmos somente sobre consumo de combustível e de pneus, podemos falar mais sobre a luta dos pilotos. Quanto mais carros semelhantes tivermos, melhores serão as corridas."

"Não há segredo. A Fórmula 1 é muito simples: nós precisamos de uma corrida. No fim, o produto é a corrida."

Ecclestone precisa assumir o comando

A estrutura da direção da Fórmula 1 está sendo bombardeada nas últimas semanas, Briatore acredita que chegou o momento de Bernie Ecclestone se tornar um ditador novamente e tomar as rédeas de situação.

"A marca 'Fórmula 1' é muito forte, mas nesse momento acho que Bernie precisa ter o comando novamente e guiar a F1 para o futuro, porque está tudo muito confuso nesse momento".

 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias