Bruno Senna comenta sobre corrida de Renault "misterioso"

Com exclusividade ao TotalRace, piloto de testes fala em final de semana difícil para a equipe e prevê melhoras após pausa

Bruno Senna a bordo do R31

O GP da Hungria marcou a estreia de Bruno Senna em um treino oficial na Renault, mas também foi um final de semana duro para a equipe, que parece ter se perdido no desenvolvimento do carro após um bom início, com dois pódios nas primeiras provas. Com exclusividade ao TotalRace em Budapeste, o piloto brasileiro reconheceu que o rendimento ficou abaixo do esperado.

Em Hungaroring, Nick Heidfeld teve de pular rapidamente de um carro em chamas após um superaquecimento na parada de boxes, enquanto Vitaly Petrov cometeu o erro de parar para colocar intermediários quando choveu brevemente na parte final da prova e fechou um final de semana ruim em 12º, fora dos pontos.

“A corrida da Hungria foi difícil. Tìnhamos um carro com um problema técnico e outro que não tinha um ritmo tão forte. Nestas condições, quando você toma alguma decisão errada, paga um preço bem caro.”

De acordo com Senna, a equipe ainda não desisitiu de trazer melhoras para o carro deste ano, diferentemente de sua rival direta no mundial de construtores, a Mercedes.

“Eles estão ralando para conseguir trazer melhoras para o carro, coisa que vão fazer dar um passo grande. Tem alguns mistérios no carro que eles estão tentando desvendar. Esperamos que, depois da pausa de agosto, tenhamos alguns updates que possam melhorar o rendimento.”

(colaborou Luis Fernando Ramos, de Hungaroring)

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Hungria
Tipo de artigo Últimas notícias