Bruno Senna se diz confiante com a evolução do carro

Brasileiro, 8º na sexta-feira, acredita que a Renault está no caminho certo para se classificar entre as 10 primeiras

Bruno Senna ficou entre os 10 na sexta-feira indiana

Bruno Senna destacou a evolução do carro durante as três horas de treinos livres para o GP da Índia nesta sexta-feira. O piloto da Renault se mostrou animado com o começo da equipe e com a direção tomada em relação ao acerto.

“Foi uma sexta-feira produtiva, a gente foi conseguindo tirar aos poucos as deficiências do carro. A pista também teve uma evolução enorme, o que cria uma situação bem difícil para o acerto do carro, mas acho que estamos indo no caminho certo e podemos melhorar nesse caminho.”

Para Senna, caso tudo corra como planejado, ele e seu companheiro Vitaly Petrov estarão na briga para classificar-se entre os dez primeiros.

“Tem tudo para o final de semana ser bom, pois estamos muito mais perto do que o carro deveria ser no sábado para poder trabalhar nas partes menores e chegar na classificação com o carro certinho.  Estou contente, o tempo de volta está competitivo em relação ao Vitaly e estamos em uma posição boa para estar entre os dez primeiros se tudo der certo.”

Apesar de admitir ter ficado reticente no início, o brasileiro elogiou a pista indiana, especialmente as curvas de maior velocidade.

“A pista é muito boa. De manhã, estava um pouco preocupado porque a evolução foi muito lenta, mas à tarde o traçado abriu um pouco e dá para fazer um traçado um pouco diferente dos outros carros, o que aumenta a possibilidade de fazer uma volta melhor e, assim que a pista emborrachou, a parte rápida, da curva 5 à 15 é incrível.”

A única queixa foi em relação aos pneus duros, que custaram para chegar a sua temperatura ideal nesta sexta-feira, situação que, para Senna, não deve mudar muito no restante do final de semana.

“Se ficar muito mais calor, vai ficar menos diferente entre os pneus. Mas a pista vai emborrachar um pouco mais, mas na maioria dos carros os duros simplesmente não estão funcionando, a temperatura não é suficiente e você acaba perdendo muito tempo, o carro fica mais arisco. A estratégia de corrida vai ser óbvia, todos vão tentar usar ao máximo o pneu macio porque ele está durando bem.”

(colaboraram Luis Fernando Ramos e Felipe Motta, da Índia)

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Índia
Pilotos Bruno Senna
Tipo de artigo Últimas notícias